O Porto é sem dúvida a nossa cidade do coração, onde está  a nossa família e amigos mais próximos, local das nossas memórias de infância e juventude. Os dias que passamos nesta cidade são essencialmente para rever a família e os amigos e são, na maioria, passados à volta de uma mesa qualquer, com boa conversa regada por bom vinho. Mas principalmente por causa dos miúdos gosto também de rever alguns pontos mais conhecidos da cidade, mesmo turísticos, porque quero que eles guardem na memória todos os tesouros que esta cidade tem, da Ribeira até à Foz, passando pelas ruas da baixa, passando pelos seus belos jardins e museus.

E este espaço foi feito para partilhar não só as nossas descobertas e novas aventuras mas também os nossos “cantinhos” preferidos deixo-vos aqui um roteiro para uns dias bem passados nesta cidade junto ao Douro plantada, seja a dois ou em família. 

Roteiro para uns dias na Invicta:

A melhor maneira de começar um roteiro no Porto é com um passeio pela baixa da cidade: caminhar pelos Clérigos (podem subir a esta torre da autoria de Nicolau Nasoni e desfrutar da vista maravilhosa sobre a cidade), percorrer a Avenida dos Aliados, deambular pela Rua das Flores (e contemplar as lojas e restaurantes fantásticos que nela existem), visitar o Palácio da Bolsa (ou Palácio da Associação Comercial do Porto) e deslumbrarem-se com o Salão Árabe. 
Um ex-libris da cidade é uma visita à Livraria Lello. Normalmente a fila para entrar é longa (embora agora em face da conjuntura actual deva ser mais fácil entrar) mas de qualquer maneira o melhor é irem cedo. Reza a história que foi aqui que JK Rowling se inspirou para escrever a saga do Harry Potter mas não sei se é apenas um mito urbano ou se tal corresponde à verdade (se se cruzarem com a própria escritora perguntem-lhe ;).  
 
Do outro lado da Torre dos Clérigos existe um bar (Base Porto) mesmo por cima do Parque de Estacionamento com um registo chilled e com jardim muito agradável. Uma boa ideia para beber um copo ao final do dia. 
 
Visitar a estação de São Bento com os seus maravilhosos azulejos e a Sé do Porto são também um “must see” da cidade. 
 
Aconselho também um passeio na Ribeira e a travessia para Vila Nova de Gaia pela Ponte D. Luis (a vista sobre a cidade daqui é maravilhosa e um óptimo spot se quiserem tirar fotos.
 
Para saborear a vista sobre o Porto com calma e acompanhada de uma bebida recomendo o terraço do Hotel Yeatman (fica do lado de Gaia). É o sítio ideal para beber uma bebida enquanto contemplam o pôr do sol, a vista sobre o rio Douro e a cidade. 
 
Vão à Serra do Pilar e visitem a invulgar igreja circular. 
Uma visita às caves de vinho do Porto com degustação de vinho também é tradição para quem aprecia um bom vinho do Porto e quer saber mais sobre a história do vinho do Porto, a produção vitivinícola e a região do Douro.
 
Dica: podem alugar uma bicicleta ou usar uma das trotinetes ou bicicletas elétricas que circulam pela cidade e percorrer a beira rio desde a Foz até à Ribeira. É um passeio lindo de morrer, não se vão certamente arrepender.
 
Visitem o Museu e os Jardins de Serralves, com passagem pelo Treetop Walk. Do Tree Top Walk parece que estão a sobrevoar o maravilhoso jardim de Serralves. Se tiverem crianças vão até à zona da quintinha pedagógica de Serralves ver os burros e as ovelhas a pastar e os lagos cheios de patos (eles vão adorar!)
 
Se tiverem tempo aconselho ainda um passeio no Parque da Cidade com paragem no Soundwich para um almoço ao ar livre.
 
Para os mais novos recomendo também o Sea Life, o Planetário, uma visita ao Museu de História Natural no Jardim Botânico do Porto no Campo Alegre e a animada viagem pelo tempo dos Descobrimentos no World of Discoveries.
 
 
Palácio da Bolsa
Ainda encontrei um antepassado no Palácio da Bolsa!
Ainda encontrei um antepassado nos corredores do Palácio da Bolsa!
As belas vistas da Ponte D. Luis!
Restaurantes (estes são alguns dos restaurantes que nós adoramos no Porto – existem 1000 outros mas estes são dos que vamos mais e mais gostamos):
 
1. Casa Vasco Rua do Padrão 152
 
2. Yakuza na Avenida dos Aliados.
 
3. Shiko Tasca Japonesa – Rua do Sol n.º 238
 
4. Enoteca 17-56 – Real Companhia Velha Rua de Serpa Pinto 44B
 
5. Euskalduna Studio Rua de Santo Ildefonso 404
 
6. Terra na Rua do Padrão (Foz)
 
7. Mistu (Rua do Comércio do Porto, 161)
 
8. Zenith Brunch and Cocktails Bar (serve brunch todos os dias) Praça de Carlos Alberto, 86
 
9. Camélia for Brunch na Rua do Passeio Alegre (Foz) – este para Brunch é o que recomendo mais. Único senão: não aceita reservas e a fila de espera costuma ser longa.
 
10. Leitaria da Quinta do Paço (os afamados éclairs da cidade): Praça Guilherme Gomes Fernandes (muito perto dos Clérigos).
 
11. Artesão Bistro na Rua Mourinho da Silveira
 
12. Tapas Sagardi restaurante Basco do outro lado do Palácio da Bolsa. 
 

Não vos deixo recomendações de hóteis porque quando vamos ao Porto ficamos sempre em casa de família e não vos quero deixar recomendações de sítios que não conheço.

Se ainda não conhecem a bela Invicta façam as malas e percam-se nesta cidade feita de ruas e ruelas cheias de encantos, uma cidade autêntica com habitantes que vos recebem sempre de braços abertos (ou não fossem os portuenses o sinónimo vivo de hospitalidade), a cidade do Cimbalino, da francesinha, das tripas à moda do Porto, do Rui Veloso, do Rui Reininho, do Pedro Abrunhosa e do Miguel Araújo, da pronúncia do Norte, e de tanto tanto mais……

Deixem-se ficar uns dias nesta cidade e pode ser que quando saírem levem um pouco do “calorzinho” da pronúncia do norte na voz. Mas com toda a certeza levam muitas e boas razões para voltarem!

 

Boa viagem!!

Sofi