Ilha Florida (parte I)

Olá meus queridos!

Este ano o covid trocou-nos as voltas às férias mas não somos de baixar os braços e por isso logo logo traçamos planos alternativos à grande viagem que tinhamos programada e que foi não cancelada mas sim adiada.

E porque este ano ainda mais que todos os outros é importante consumir português os nossos planos tinham claro de passar por este nosso belo país.

Assim, e depois de umas semana passada a Norte com a família, fomos apresentar aos miúdos à bela ilha florida da Madeira.

Inicialmente tinhamos pensado em ficar mais perto de casa e fazer uma roatrip pela nossa costa até ao Algarve mas depois lembramo-nos da Madeira, estivemos a ver as condições de segurança da viagem e resolvemos marcar.

Fomos com os nossos 3 pestes os meus pais e a minha cunhada e desde já vos digo que foi uma semana fantástica que me deixou só com pena de ter de voltar!

Antes de mais, e relativamente às exigências do Governo Regional da Madeira para qualquer pessoa que viaje para a ilha, no dia 1 de Julho a quarentena obrigatória foi eliminada. Todos os passageiros que chegam à região fazem um dos seguintes circuitos:

– Passageiro com teste PCR realizado previamente (até 72 horas antes da viagem) e validado pela Autoridade de Saúde – faz um circuito verde no aeroporto e está dispensado de realizar novo teste, mantendo sempre a vigilância por parte da autoridade de saúde;

– Passageiro sem teste – faz um circuito de cor azul no aeroporto e realiza teste PCR. Concluído o teste o passageiro regressa ao seu domicílio e ao hotel onde fez a sua reserva. Os passageiros que fizeram teste no aeroporto saem com a recomendação de cumprir com o confinamento até que lhe seja comunicada o resultado do teste (tempo estimado até as 12h).

Vejam a informação toda aqui, com indicação dos vários locais com protocolo com a Região Autónoma onde pode fazer o teste gratuitamente em vários locais do país (https://www.madeira.gov.pt/srs/GovernoRegional/OGoverno/Secretarias/Structure/SRS/ctl/Read/mid/6655/InformacaoId/66153/UnidadeOrganicaId/9/CatalogoId/0)

Nós o 5 como vivemos em Lisboa fizemos o teste no CEDOC 72 horas antes da viagem. Caso vivam em Lisboa deixo-vos o link do CEDOC para verem toda a informação relativamente ao local dos testes, horários e formas de agendamento de teste.

http://cedoc.unl.pt/solutions-view/testes-de-diagnostico-covid-19-a-quem-viajar-para-a-madeira/

Feito o teste e recebidos os resultados negativos era altura de fazer as malas e partir para mais uma aventura em família.

Já levava algumas dicas e roteiros traçados mas as dicas e conselhos de alguns amigos da Madeira foram preciosas!

No primeiro dia e como o nosso voo tinha saído muito cedo optamos por ficar no hotel, aproveitar o mar e a piscina e relaxar! Porque isso também são férias!

IMG_20200808_201634.jpg

Ficamos instalados no Pestana Carlton no Funchal (penso que neste momento é o único hotel do grupo Pestana que está aberto na Madeira).

Apesar de o hotel ter actualmente algumas falhas e estar longe já da classificação de 5 estrelas que lhe foi atribuído posso dizer que ficamos bem instalados. A localização é óptima para quem quer passear pelo centro do Funchal, a zona da piscina e da plataforma para o mar é excelente e os miúdos adoraram e o pessoal é todo bastannte atencioso e simpático.

No entanto o hotel está claramente a precisar de um “total refresh” e existem falhas nos serviços (não por falta de simpatia mas porque claramente o hotel está “understaffed” talvez para redução de custos) que não deveriam existir num hotel com classificação de 5 estrelas.

IMG_20200808_173614.jpg

Depois de uns bons mergulhos e de desfazer as malas fomos jantar ao restaurante Tokos (fica depois do hotel Porto Bay na direcção do Lido).

Fomos atendidos com uma simpatia extrema e jantamos super bem! Mas é uma dor de alma ver como alguns locais estão a sofrer com a falta de turistas. Esta situação serve apenas para que serviços como restaurantes, hóteis e outros que estavam mais voltados para turistas estrangeiros dêem mais valor ao turismo nacional que este ano é o que vai aguentando muitos negócios.

Domingo estávamos a planear uma visita ao Mercado dos Lavradores até me lembrar que o mercado está encerrado aos domingos, feriados e ao sábado a partir das 14h……!

Assim, andamos a passear pelo bonito centro do Funchal, pelos seus jardins cheios de plantas exóticas e bonitas praças, e depois regressamos para o hotel pela baía.

IMG_20200809_111748.jpg

IMG_20200809_120244.jpg

IMG_20200809_115656.jpg

A tarde foi passada no hotel entre mais mergulhos na piscina e no mar.

IMG_20200809_132529_1.jpg

À noite fomos conhecer um restaurante que nos foi recomendado por um amigo e que se forem à Madeira têm mesmo de conhecer: o restaurante “Lá ao fundo!”. É top top!!

O Jaime (o dono) recebeu-nos com toda a simpatia e preparou-nos verdadeiras iguarias!! Desde um caldo maravilhoso com atum braseado, a um tártaro de atum de comer e chorar por mais até aos camarões africanos com arroz verde (sim…delicioso) com o equilíbrio perfeito de especiarias, até ao sempre maravilhoso bolo do caco, estava tudo uma delícia e saímos de lá a rebolar!

IMG_20200809_220820.jpg

IMG_20200809_221055.jpg

IMG_20200809_214623.jpg

No dia seguinte, depois de uns bons mergulhos na piscina e no mar e de uma manhã de SUP para os desportistas da família lá fomos nós visitar o Mercado dos Lavradores com as suas cores, cheiros e sabores exóticos. 

Mesmo nesta altura de pandemia (já estou tão cansada deste termo ….) é possível provar os maravilhosos e infindáveis maracujás, todos com sabores tão diferentes.

IMG_20200810_141822.jpg

IMG_20200810_141747.jpg

Almoçamos na esplanada no terraço do Mercado entre os pingos da chuva tropical (foi o único dia em que apanhamos chuva!) e para digerir as maravilhosas sandwiches nada melhor que uma bela poncha típica da Madeira!

Próxima paragem: o teleférico para subir ao Jardim tropical Monte Palace e para fazer o famoso percurso dos “carrinhos de cestos do Monte”.

Para quem não sofra de vertigens a viagem de teleférico é maravilhosa, com uma vista única sobre as ruas e praças do Funchal e sobre a baía. À medida que vamos subindo em direcção ás encostas verdejantes, os prédios e edifícios vão sendo substituídos por montes e vales verdes!

IMG_20200810_163356.jpg

A descida nos cestos agora é feita de máscara! Existem dois pontos onde se encontram fotógrafos à espera para tirar uma foto de recordação do percurso! Peçam para vos avisarem para poderem baixar a máscara e tirar uma foto que possam guardar! A nós não nos avisaram por isso aparecemos de máscara na foto!

IMG_20200811_201010_357.jpg

Visitem o jardim Tropical do Monte Palace (nós desta vez não fomos porque já conhecíamos) mas é muito bonito e vale a pena conhecer!

Façam também o percurso entre o Monte Palace e o Jardim Botânico que pode ser feito também de teleférico! http://telefericojardimbotanico.com/monte-jardim/ 

O trajecto é muito bonito e uma visita ao jardim Botânico é também imperdível!

Depois de tanto passeio e depois da chuva passar estava na altura de voltar ao hotel e dar mais uns mergulhos!

Neste dia, e depois de um copo no clássico e tradicional bar do hotel Reid’s jantamos num restaurante top, top, o Avista no Porto Bay!

O restaurante tem uma vista e um ambiente incrível e os pratos são todos maravilhosos!

Aqui falharam-me as fotos mas o jantar foi tão animado, com conversa tão boa que me esqueci de tirar fotos! 

Amanhã já vos conto mais aventuras desta família inquieta na ilha florida pois o post já vai longo!

Boa noite e boas viagens!

Sofi